Artigo: Centenário de Schoenstatt

0

* Por Dom Canísio Klaus, Bispo de Santa Cruz do Sul (RS)


O dia 18 de outubro é uma data especial para milhares de pessoas ligadas ao Movimento de Schoenstatt. É o dia em que se comemora o centenário de instalação do primeiro santuário de graças da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, nas margens do Rio Reno, na Alemanha. A obra iniciou com o Pe. José Kentenich e um grupo de seminaristas palotinos, ao transformarem a antiga capelinha de São Miguel num local de onde se deveriam manifestar as glórias de Maria, promovendo um movimento de renovação religiosa e moral no mundo. Foi assim que, em plenos turbilhões da primeira guerra mundial, no dia 18 de outubro de 1914, surgiu o 1º Santuário de Schoenstatt. No seu entorno foi se formando o Movimento Apostólico de Schoenstatt, que hoje tem comunidades em 43 países, com mais de duas centenas de santuários espalhados pelo mundo. De diversas maneiras os membros exercem o seu apostolado, destacando-se a campanha da Mãe Peregrina, através da visita da imagem de Nossa Senhora às famílias, colégios e hospitais.


Em nossa Diocese, o Movimento de Schoenstatt deu seus primeiros passos em 1946, com a chegada das primeiras irmãs à Santa Cruz do Sul. Desde então começou a se divulgar a devoção à Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável, e no dia 11 de dezembro de 1977 foi feita a inauguração do Santuário em Santa Cruz do Sul. Na oportunidade também foi realizada a primeira romaria de Schoenstatt, que está chegando em sua 38ª edição.


O movimento de Schoenstatt está presente em vários municípios da Diocese, principalmente naqueles que ficam no entorno de Santa Cruz do Sul. As irmãs de Schoenstatt marcam a vida de muitas comunidades, sendo que algumas delas são referência para o apostolado nos bairros, como é o caso da Irmã Vitória Koch. Homens e mulheres de todas as idades fortalecem sua fé através do Movimento Apostólico, fazendo, mensalmente a Renovação da Aliança de Amor. Centenas de mulheres se consagram como Missionárias, com o compromisso de zelarem por uma capelinha da Mãe Peregrina.


Por ocasião das comemorações dos 100 anos de instalação do santuário de Schoenstatt na Alemanha, queremos motivar os seus devotos a seguirem o ideal do Pe. José Kentenich, consagrando suas vidas a Maria e promovendo “um movimento de renovação religiosa e moral no mundo em Cristo”. Façam isto em comunhão com as diretrizes da Igreja Diocesana, em sintonia com os documentos da CNBB e no espírito do Papa Francisco. Aproveitemos o Santuário que está localizado em Santa Cruz do Sul para ser uma verdadeira “fonte de graças e lugar da presença especial de Maria”.


Parabéns às irmãs e ao Movimento Apostólico de Schoenstatt. Através da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, Deus há de derramar muitas graças sobre nossas comunidades e famílias!