Escola da Paz: crianças afegãs aprendem mais sobre aceitação mútua

1

A ‘Tangi Kalai ― Escola da Paz’, próxima a Cabul, capital afegã, foi estabelecida pelo padre missionário Giuseppe Moretti

Da redação, com Reuters

O padre italiano missionário Giuseppe Moretti em frente às instalações da Tangi Kalai / Foto: Agência Fides




Uma escola do governo teve início com a ajuda da Igreja Católica no Afeganistão oferece educação a mais de 3 mil crianças, ensinando-as valores da paz e da aceitação mútua.


A Tangi Kalai ― Escola da Paz, localizada próxima a Cabul, capital do Afeganistão, fundada pelo padre italiano missionário Giuseppe Moretti em 2005, hoje conta com mais de dez classes em um novo prédio que acomoda mais de 500 crianças.


O padre Giovanni Scalese, que atualmente gerencia a “Missio sui iuris”, no Afeganistão, disse à agência de notícias do Vaticano, Fides, que uma campanha de levantamento de fundos levada a cabo pelo padre Moretti tornou possível atender o pedido do diretor da escola para 250 novas mesas.


O padre Moretti, com 80 anos, foi o responsável pela “Missio sui iuris” desde sua criação em maio de 2002 até 2014, quando resolveu se aposentar.


A Tangi Kalai ― Escola da Paz é uma escola estadual com programas e professores selecionados pelo governo afegão. No entanto, é capaz de operar apenas com ajuda a iniciativa privada, incluindo aí vários contingentes militares que fornecem materiais de papelaria, instrumentos e materiais de laboratório de ciência e tecnologia da informação.


No Afeganistão, o Islã é reconhecido como uma religião de Estado e a conversão a outras religiões pode ser enquadrada com o crime de apostasia. Por essa razão, as ações de ajuda aos necessitados representam a única forma possível de missão.


A presença católica foi admitida no início do século XX como uma simples assistência espiritual dentro da Embaixada italiana em Cabul e elevada à Missio sui iuris em 2002 por João Paulo II. Hoje a missão continua a ter como base a estrutura diplomática e é confiada ao barnabita padre Giovanni Scalese.


Na capital afegã, Cabul, estão presentes também as Irmãs de Madre Teresa de Calcutá e a Associação inter congregacional Pro Children of Kabul.