Evangelho do dia – Jo 7,40-53

1

Roxo. Sábado da 4ª Semana Quaresma

Evangelho – Jo 7,40-53

Porventura o Messias virá da Galiléia?


+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 7,40-53


Naquele tempo:

Ao ouvirem as palavras de Jesus,

algumas pessoas da multidão diziam:

‘Este é, verdadeiramente, o Profeta.’

Outros diziam: ‘Ele é o Messias’.

Mas alguns objetavam:

Porventura o Messias virá da Galiléia?

Não diz a Escritura que o Messias

será da descendência de Davi

e virá de Belém, povoado de onde era Davi?’

Assim, houve divisão no meio do povo

por causa de Jesus.

Alguns queriam prendê-lo,

mas ninguém pôs as mãos nele.

Então, os guardas do Templo

voltaram para os sumos sacerdotes e os fariseus,

e estes lhes perguntaram:

‘Por que não o trouxestes?’

Os guardas responderam:

‘Ninguém jamais falou como este homem.’

Então os fariseus disseram-lhes:

‘Também vós vos deixastes enganar?

Por acaso algum dos chefes ou dos fariseus acreditou nele?

Mas esta gente que não conhece a Lei, é maldita!’

Nicodemos, porém, um dos fariseus,

aquele que se tinha encontrado com Jesus anteriormente, disse:

‘Será que a nossa Lei julga alguém,

antes de o ouvir e saber o que ele fez?’

Eles responderam:

‘Também tu és galileu, porventura?

Vai estudar e verás que da Galiléia não surge profeta.’

E cada um voltou para sua casa.

Palavra da Salvação.

Reflexão – Jo 7, 40-53


Muitas pessoas conhecem diversas coisas sobre Jesus, mas não conhecem verdadeiramente a Jesus, porque fundamentaram o seu conhecimento numa leitura racional e científica da Palavra e da História, mas nunca tiveram um encontro pessoal com Jesus, nunca entraram na sua intimidade através da oração, nunca procuraram contemplá-lo, nunca quiseram desenvolver uma espiritualidade. Essas pessoas sempre fizeram de Jesus um objeto de conhecimento e não uma pessoa de relacionamento. Nunca viram verdadeiramente Jesus, de modo que não podem compreendê-lo, segui-lo, amá-lo e viver de acordo com os valores que ele propôs.