Evangelho do dia – Mt 11,25-27

2

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 11,25-27


Naquele tempo, Jesus pôs-se a dizer:

‘Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra,

porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos

e as revelaste aos pequeninos.

Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado.

Tudo me foi entregue por meu Pai,

e ninguém conhece o Filho, senão o Pai,

e ninguém conhece o Pai, senão o Filho

e aquele a quem o Filho o quiser revelar.

Palavra da Salvação.


Reflexão – Mt 11, 25-27


O conhecimento de Deus é diferente de todas as outras formas de conhecimento das quais o ser humano é capaz. De fato, temos diversas formas de conhecimento, como o racional, o científico, o vulgar e o mitológico, entre outros, que encontram a sua origem na nossa relação com as coisas e as pessoas que conhecemos e que se tornam de alguma forma objeto do nosso conhecimento. Com Deus, a coisa é diferente. A mente humana é incapaz de, por si só, chegar até o conhecimento de Deus. Só conhecemos a Deus porque, no seu infinito amor, ele revelou-se a todos nós. É o amor de Deus que, sabendo que somos incapazes de chegar até ele, vem até nós.