Fidelidade e gratidão em tempos de quarentena

5

Em um momento de crise, é possível aprender uma nova lição de vida? Acreditamos que sim. Quem diria que manter a distância das pessoas que amamos, que fazem parte do nosso dia a dia, seria a forma de demonstrar amor, cuidado e fidelidade, além de ser um rico aprendizado?

E como falar em fidelidade sem pensar no nosso Criador, pois uma característica muito importante de Deus é sua fidelidade. Deus é fiel em tudo que faz e isso nos dá segurança, porque sabemos que podemos confiar n’Ele. “Ele é a Rocha, cuja obra é perfeita, porque todos os seus caminhos justos são; Deus é a verdade, e não há nele injustiça; justo e reto é” (Dt 32,4).

Aproveitemos este momento para estreitar nossa relação com Deus, pois “bom é louvar ao Senhor, e cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo; para de manhã anunciar a tua benignidade, e todas as noites a tua fidelidade” (Sl 92, 1-2).

Cuidar de si e cuidar da família é uma forma de cuidar de todos. “Não estejais inquietos por coisa alguma; antes, as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus” (Fp 4, 6-7).

Muitos fiéis, tomados por estes sentimentos de fidelidade e gratidão, estão inquietos nestes dias de reclusão e tem buscado formas de manter suas práticas de vida em comunidade, pois são conscientes de que a Paróquia tem compromissos financeiros que precisam ser mantidos – a exemplo do pagamento de funcionários, contas de energia e água, etc. – e querem manter a regularidade dos seus dízimos. Se você se sente da mesma forma, pode fazer a sua devolução através da conta bancária da Paróquia. Os dados bancários são:

E é com a certeza de que logo estaremos juntos e reunidos em nossa comunidade que professamos: “Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança” (Gl 5, 22).

Paróquia Nossa Senhora da Glória