Pastoral da Crisma

Por ser o Sacramento do Crisma, aquele em que o batizado confirma a sua vontade de continuar a ser seguidor de Jesus Cristo, de ser cristão, a Pastoral da Crisma – no trabalho de preparação daqueles que desejam recebê-lo –, desenvolve atividades, ao longo de um ano e meio,  numa caminhada catequética que favoreça ao crismando ou crismanda:

  • a descoberta ou redescoberta da fé católica, para o qual se faz necessário conhecimento da doutrina da Igreja;
  • através do método ver, julgar, agir e celebrar, verem a realidade da própria vida, em todos os seus aspectos, à luz da fé, para discernir os apelos de Deus e conhecer a sua vontade;
  • inserção na comunidade eclesial, proporcionando-lhes uma iniciação concreta à ação evangelizadora da Igreja. Para isso é necessário que, durante a preparação da Crisma, os crismandos e as crismandas participem de diferentes atividades pastorais e evangelizadoras realizadas pela comunidade paroquial;
  • refletir sobre a vocação a fim de ajudá-los em seu discernimento vocacional, levando-os a tornarem-se discípulos missionários de Jesus Cristo.

Para que esse trabalho tenha êxito, a Pastoral da Crisma precisa contar com o apoio e participação incondicional dos pais e/ou responsáveis.

A preparação não visa apenas o momento litúrgico ou celebrativo, mas também a inserção gradativa do crismando e da crismanda no mistério de Cristo, na vida eclesial e no serviço aos irmãos, pois a catequese é um processo contínuo.

Além dos encontros semanais, serão realizados momentos especiais de oração, retiros espirituais e leitura orante da Bíblia.

Na preparação para a Crisma não é usada nenhuma metodologia ligada a movimentos específicos da Igreja. Depois de receber o sacramento, caberá a cada um a escolha do movimento que deseja participar.

(Texto redigido por Maria Júlia Lima, da Pastoral da Crisma)

Coordenação 2020

Penha Almeida | Shirley Soares | Tatiana Menezes