Santa Missa: programa mais antigo na TV cearense passa a ser transmitido do Santuário de Canindé

46

Vanderlúcio Souza

De janeiro a novembro de 2022, logo após a pandemia, a Santa Missa dominical transmitida pela TV Ceará passou a ser gerada direto da Capela do Centro de Pastoral Maria, Mãe da Igreja. A partir de Domingo, dia 4 de dezembro, a celebração ganha um novo local e horário de transmissão: o Santuário de São Francisco das Chagas de Canindé, sempre às 7h30.

“Acreditamos que podemos fazer melhor, trazendo as imagens da religiosidade popular e o rosto do povo Cearense para a nossa Santa Missa. O Santuário conta com toda a infraestrutura necessária para gerar essa programação religiosa. A mudança foi apresentada e aprovada pela diretoria da nossa querida parceira de evangelização, a TV Ceará”, destaca Marta Andrade, que há mais de vinte anos se dedica à produção da Missa.

História

Motivado pelo Concílio Vaticano II, sobretudo pelos documentos Inter Mirifica e Gaudium et Spes, Dom José Medeiros Delgado, terceiro Arcebispo de Fortaleza, iniciou em 1972, no estúdio da antiga TV Tupi, canal 2, a transmissão da Santa Missa.

A transmissão passou para a TV Educativa-Canal 5 – no Domingo seguinte à sua inauguração, no dia 7 de março de 1974, já com a presença de Dom Aloísio Lorscheider. Em 1993, a emissora mudou seu nome para TV Ceará e a Santa Missa continua até os dias atuais na sua programação dominical, sempre sob a produção e coordenação do Setor de Comunicação da Arquidiocese de Fortaleza.

Durante os 50 anos deste programa, dos quais 48 anos na TVC, a transmissão da Santa Missa tem contado com a colaboração de uma equipe de religiosos e inúmeros voluntários: arcebispos, bispos, padres, comentaristas, leitores, corais e vários colaboradores.

Fonte: Blog Ancoradouro