Evangelho do dia – Lc 4,24-30

0

Roxo. 2ª-feira da 3ª Semana Quaresma

Evangelho – Lc 4,24-30

Jesus, como Elias e Eliseu, não é enviado só aos judeus.


+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 4,24-30


Jesus, vindo a Nazaré, disse ao povo na sinagoga:

‘Em verdade eu vos digo que nenhum profeta

é bem recebido em sua pátria.

De fato, eu vos digo:

no tempo do profeta Elias,

quando não choveu durante três anos e seis meses

e houve grande fome em toda a região,

havia muitas viúvas em Israel.

No entanto, a nenhuma delas foi enviado Elias,

senão a uma viúva que vivia em Sarepta, na Sidônia.

E no tempo do profeta Eliseu,

havia muitos leprosos em Israel.

Contudo, nenhum deles foi curado,

mas sim Naamã, o sírio.’

Quando ouviram estas palavras de Jesus,

todos na sinagoga ficaram furiosos.

Levantaram-se e o expulsaram da cidade.

Levaram-no até ao alto do monte

sobre o qual a cidade estava construída,

com a intenção de lançá-lo no precipício.

Jesus, porém, passando pelo meio deles,

continuou o seu caminho.

Palavra da Salvação.


Reflexão – Lc 4, 24-30


Todas as pessoas ficam contentes quando as outras pessoas falam o que elas querem ouvir, mas nem todas as pessoas ficam contentes quando os outras pessoas falam o que elas precisam ouvir. Todos queriam que Jesus falasse de uma religião onde manipulariam o próprio Deus através de ritualismos, onde Deus seria o servidor e o homem o servido, onde Deus teria apenas deveres e obrigações e os homens direitos, onde Deus teria que agir o tempo inteiro para corrigir as consequências das irresponsabilidades humanas. Como não era esse o conteúdo da pregação de Jesus, que não cedeu ao jogo do poder e dos privilégios da sua época, os seus concidadãos o excluíram e quiseram matá-lo.