Festa da Padroeira: Mais uma noite de dedicação à Mãe de Deus

30

Sábado (7/8) foi a terceira noite dos festejos de Nossa Senhora da Glória e começou pontualmente às 18h, com o Oficio da Imaculada Conceição. A oração, que remonta ao século XV, é formada por cantos e meditações que remetem à fé mariana das origens da Igreja Católica. Momento de grande emoção para Gisele Albuquerque, do Apostolado da Oração, que conduzia o Ofício.

“As frases do Ofício têm uma dimensão muito profunda. Elas nos dizem muito sobre a Mãe de Deus, que na Bíblia pouco falou. As orações que são feitas a ela, de forma devocional, explicam um pouco da grandeza que Nossa Senhora não fazia transparecer por conta de sua humildade”, explica Gisele.

Para quem chegou depois, teve a chance de acompanhar a segunda noite da Novena a Nossa Senhora. Sob aplausos, os fiéis acompanharam a entrada do estandarte e da imagem restaurada de Nossa Senhora da Glória, conduzidos ao altar principal.

Depois, foi a vez da Santa Missa, celebrada pelo padre Alex de Brito, da Paróquia Nossa Senhora das Graças, do município de Pindoretama, distante 36 quilômetros de Fortaleza.

Sobre a leitura do Evangelho, ao longo da homilia, o sacerdote pergunta: “Sou uma pessoa agraciada por Deus? E, o que faço para dar testemunho diário deste Amor de Cristo?” E, explica: “É preciso dar este testemunho do Amor de Deus”.

Após a Santa Celebração, os fiéis tomaram conta do Centro Pastoral para encerrar a noite com show de humor e música. Os risos ficaram a cargo da humorista Zuleica, enquanto Marcos Dias e Banda colocavam todos para cantar e dançar, como que, também, uma antecipação dos festejos pelo Dia dos Pais, comemorado neste domingo.

Pascom